terça-feira, 1 de novembro de 2016

Baião-de-Dois













Ingredientes:


1/2 Kg de arroz agulhinha;

1 Kg de feijão de corda verde;

200 g de Queijo Coalho em cubos;

1 maço de coentro;

1 maço de cheiro verde;

2 cubos de caldo de costela;

pimenta do reino à gosto;

sal;

200g de bacon defumado em cubos;

800 g de linguiça fina de porco cortada em rodelas;

1 linguiça calabresa cortada em cubos;

800 g de carne de sol ou charque, dessalgados cortados em cubos e fritos em óleo quente;

2 cebolas médias;

2 colheres de sopa de manteiga de garrafa;

4 dentes de alho.

Modo de Fazer:

Não estando no Nordeste, procure uma boa casa típica (no Rio, a Feira de São Cristóvão) e adquira 1Kg de feijão de corda verde, recém saído da vagem.

Leve para casa. Se não for fazer no mesmo dia ou no dia seguinte, congele.

No grande dia, não se apresse: prepare uma boa caipirinha, coloque ao lado, a observá-lo.

Lave muito bem o feijão de corda, deixando-o de molho e trocando a água por vezes, para eliminar pedaços de palha e vagem seca;

Numa panela (que não de pressão), cozinhe o feijão juntamente com a linguiça calabresa e dois cubos de caldo de costela. Não precisará mais de meia hora para tê-lo cozido. Reserve o caldo do cozimento.

Refogue o arroz na cebola e alho, em azeite e manteiga de garrafa, juntamente com o bacon e o coentro... mexa até que fique brilhante... adicione sal, pimenta do reino e o caldo do cozimento do feijão.

Adicione então a linguiça de porco, a carne de sol já frita em cubos, o creiro verde bem picadinho e o feijão de corda al dente.

Jogue o queijo coalho em cubos e abafe a panela para quase derretê-lo.

Termine de beber a caipirinha, sirva muito quente e aguarde os comentários.

Mexa bem, mantendo sempre a umidade e a cremosidade, quase como num risoto

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seu comentário é sempre bem-vindo, obrigado pela visita e... volte sempre!